Pedro Viana

Pedro Viana

12 avaliações
É um viajante compulsivo e um apaixonado pelos sabores do globo. Por esta razão, o seu currículo gastronómico foi construído nos maiores restaurantes do mundo, como o restaurante do Hilton Hotel Venice, em Itália, onde aprendeu com os Chefs Diego Magro e Franco Luise; o Le Bouquet Garni, no Luxemburgo, onde conviveu com o génio do chef Thierry Duhr; e o Auberge du Lion D’or, na Suíça, onde os chefs Gills Dupont e Thomas Byrne foram seus mentores.

Pedro Viana tem um gosto especial pelo final doce das refeições, e tem investido muito do seu amor na arte da pastelaria. Foi nos antípodas, no Attica, o restaurante australiano do premiado e conceituado chef neozelandês Ben Shewry, há vários anos na lista dos melhores restaurantes do mundo, que pode dar largar à sua imaginação pasteleira. E foi também na Austrália que Pedro Viana descobriu as irmãs Coffey e que era possível fazer gelados “na hora” com azoto líquido.

Apaixonado pelo conceito, voltou para Lisboa e fez nascer o Laboratório do Gelado sub 196 em Alvalade, deliciando os alfacinhas com gelados feitos à sua frente com azoto líquido, no meio de tubos de ensaio, balões de Erlenmeyer e algumas provetas. E enquanto o futuro não chega, pode deliciar-se com as invenções deste chef na paz e sossego de sua casa. Um luxo.

Informação adicional sobre o chef

O Chef está disponível nas áreas geográficas identificadas no menu de opções, mas pode também deslocar-se a outros locais (para tal, por favor contacte-nos).
14/05/2017
Margarida
Para além da comida do Chef Pedro Viana ser deliciosa, ele é um conversador nato capaz de animar qualquer jantar. Recomendo!
07/05/2017
Tiago
O almoço com o Chef Pedro Viana foi uma experiência memorável em todos os sentidos. A comida estava ótima, com o requinte dos detalhes a estimularem todos os sentidos (ex. os aromas a água do mar, trufa e rosas, a paleta de cores, e os sabores intensos). A presença do Chef também elevou a experiência e animou ainda mais o serão. O Pedro é muito animado e bem disposto, partilhou várias curiosidades gastronómicas e não só, e é de uma grande simpatia. Por exemplo, a meio da refeição inventou (e serviu) um gelado maravilhoso baseado na conversa que vínhamos a ter à mesa. Um espetáculo. Como foi um espetáculo toda a encenação à volta do azoto líquido, que para lá do gelado pôs graúdos, e os miúdos que corriam pela casa, a experimentar o "bafo do dragão".
07/05/2017
Pedro
Comunicador, contador de histórias; Capacidade criativa para surpreender!
07/05/2017
José
Muito simpático!
07/05/2017
Filipa
07/05/2017
Leonor
06/05/2017
Catarina
Experiência fabulosa!
06/05/2017
Eduardo
06/05/2017
Miguel
06/05/2017
Filipa
06/05/2017
Frederico
06/05/2017
Bárbara