Romã não se fez num dia

Da Época
Romã não se fez num dia
A romã é um alimento sexy. A começar na cor, na forma, no sumo, no sabor ou por ter sido a fruta consagrada à Afrodite, a deusa grega do Amor e dessas coisas. A romã também é mais: ou não fosse considerada no Líbano símbolo de união entre os Homens ou de esperança no ano Novo para os judeus. Mas acima de tudo, a romã é um fruto muito apetecível. Daqueles que têm substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias que fazem bem ao ser humano em geral. Um sumo da dita por dia reduz também as
probabilidades de doenças cardíacas e um daqueles estudos divulgados em abundância pela Internet, até lhe atribui qualidades de Viagra natural – com apenas 15 dias de sumo de romã, todos os participantes do estudo tiveram um aumento do nível de testosterona no sangue entre 16 a 30%. À mesa pode chegar sob a forma natural, em sumo, em recheio, em salsa, em mousse ou em patê. Perfeita para as receitas quentes das festas natalícias. Tudo depende da imaginação de cada um.